Por que é importante olhar para os dados do seu escritório de contabilidade?

Você sabe o que é ser data driven? E como isso pode fazer toda a diferença para o sucesso do seu escritório de contabilidade? É sobre isso que vamos falar neste artigo!

[E-BOOK]

5 dicas valiosas para alavancar a sua Gestão Contábil 👇

Ser data driven, ou “orientado por dados”, implica que qualquer tomada de decisão é feita a partir de dados sólidos e não por suposições ou achismos. 

As informações utilizadas são geradas pelos próprios negócios e por seus clientes, formando uma base valiosa, que pode gerar muitos insights para a melhora de processos ou desenvolvimento de um novo produto, por exemplo. 

O objetivo de uma cultura data driven é fazer com que os dados estejam no centro de qualquer decisão e também do planejamento estratégico. Acabou aquela história de gerir o escritório só ouvindo a intuição. 

Mas para conseguir fazer isso, é preciso contar com a ajuda da tecnologia para coletar, armazenar e te ajudar na consolidação de certos dados do negócio. 

E essa é uma tendência global.

Segundo o relatório Insights-Driven Businesses Set The Pace For Global Growth, publicado pela Forrester, as empresas data-driven crescem mais de 30% anualmente e devem faturar mais de US$ 1,8 trilhões até 2021.

No estudo, essas organizações são descritas como obcecadas pelo consumidor e capazes de criar vantagem competitiva a partir da tecnologia.

E aí: você está pronto para usar o poder dos dados, tomando decisões assertivas e criando um valor superior ao do mercado para o seu escritório? 

As vantagens de ter um negócio orientado por dados 

Para ser um negócio orientado por dados é preciso fazer investimentos em tecnologia. Afinal, para criar uma base de dados confiável, é necessário ter um software implementado no escritório. 

Para te mostrar que essa é uma escolha que vale mesmo à pena, separamos os principais benefícios de ter uma gestão que coloca as informações disponíveis no centro da tomada de qualquer decisão: 

  • Maior eficiência e assertividade na tomada de decisão;
  • Melhor leitura de tendências do mercado e do próprio negócio;
  • Aumento da capacidade de inovação baseada em feedbacks e inputs;
  • Redução de custos com o compartilhamento de informação;
  • Desenvolvimento de produtos e serviços superiores;
  • Ganho de segurança para executar os próximos passos;
  • Maior capacidade de planejar o futuro e traçar estratégias certeiras.

Será que o meu escritório já é data driven?  

Como você acabou de ver, uma cultura orientada por dados trás uma série de benefícios e vantagens competitivas para um escritório de contabilidade. 

Por isso, está na hora de se perguntar se o seu negócio já é direcionado por dados. 

Provavelmente, baseado no que falamos até aqui, você já faz uma ideia da resposta, mas para te ajudar a fazer um raio-x completo, separamos algumas perguntas que são essenciais nessa análise:

  1. Você já utiliza algum software ou ferramenta capaz de coletar e armazenar dados importantes para o escritório? E faz a análise das informações? 
  2. Todas as decisões são tomadas com base em dados?
  3. Os colaboradores sabem o que significa ser data driven?
  4. Você incentiva o uso de dados para orientar as escolhas no dia a dia? 
  5. Em seu processo de recrutamento e seleção, existe uma busca por profissionais data driven?

Em um mundo ideal, você deveria responder SIM para todas essas questões. Mas se ainda não chegou lá, lembre-se que é preciso dar um passo de cada vez para implantar essa cultura no escritório. 

O importante é agir! 

Por onde começar? 

Os líderes do escritório de contabilidade são os principais responsáveis por transformá-lo em um negócio data driven. 

Eles devem ser embaixadores dessa maneira de pensar e agir. Se você não sabe por onde começar, preparamos um checklist:

  1. Deixe claro para os seus liderados, através de exemplos claros, a importância dos dados e os resultados que podem ser alcançados quando estes são utilizados da maneira correta. Mostre como você os utiliza no dia a dia;
  2. Busque maneiras de aumentar a capacidade analítica do escritório. Pode ser por meio de treinamentos ou pedindo para que colaboradores que tenham essa competência bem desenvolvida compartilhem as suas experiências;
  3. Utilize softwares de gestão para ter uma fonte de bases de dados. Não esqueça de reservar um tempo na agenda para conseguir analisá-los;
  4. Invista em tecnologias que irão trazer resultado para seu negócio.Tecnologia que não gera resultado não serve para nada!
  5. Na hora de contratar, avalie a capacidade analítica dos candidatos e busque por aqueles que sejam data driven, mesmo que eles não saibam disso.

Se conseguir colocar em prática essas 5 sugestões, com certeza você vai estar no caminho certo para mudar o seu escritório de patamar! 

G-Click como grande aliada 

Ter as informações mais importantes do negócio reunidas em uma interface simples de mexer e de fácil interpretação é essencial para que a implantação de uma cultura data driven dê certo. 

Basicamente, para ter dados confiáveis, é preciso que todos os colaboradores do escritório trabalhem de maneira padronizada e abastecendo uma plataforma com as informações dos seus clientes. 

É preciso escolher um software que gere facilidade e economia de tempo no dia a dia.

E é exatamente por isso que a G-Click é solução ideal.

Nosso gestor de tarefas contábeis é o braço direito dos profissionais de contabilidade e ainda fornece um banco de dados com análises muito estratégicas para os gestores.

Com um clique, é possível ter acesso a uma série de informações que dizem muito sobre a saúde do escritório.

E, como falamos durante todo esse artigo, são elas que devem guiar as tomadas de decisão, certo? 

Sem dados confiáveis, sem tomada de decisão embasada! 

Você quer começar a olhar de maneira mais estratégica para os dados do seu escritório de contabilidade? Sente que isso é essencial para conseguir crescer com sustentabilidade?  

Então é só agendar uma demonstração com nossa equipe e vamos te mostrar como a G-Click pode te ajudar nesse processo! 

Gostou do artigo?

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on linkedin
Compartilhe no Linkedin

Deixe um comentário!